Está aqui

A questão da recuperação ou não de edifícios é sempre problemática, neste caso partiu-se inicialmente para uma recuperação total, uma vez que o edifício é para o município de ílhavo quase “sagrado”, no entanto após levantamento arquitetónico mais cuidado constatou-se que o interior não tinha condições para a sua recuperação fruto das entradas sucessivas de humidade, ficámos pela recuperação das fachadas e ampliação a poente virada para as escadarias, com remate com as mesmas e os arruamentos confinantes.
No piso térreo temos dois espaços comerciais, o no piso superior dois apartamentos.
Os vãos foram estilizados, para a obtenção de uma linguagem mais limpa e clara .