Está aqui

A ABERTURA E FIXAÇÃO DEFINITIVA DA BARRA

O dia 3 de Abril de 1808 , marca uma mudança radical na vida da cidade ,
com a abertura definitiva da barra.
Termina assim um longo período iniciado em meados do século XV e
que atinge o limite nesta altura com a cidade económicamente depauperada
pela perda de comércio maritimo e quase sem população em consequência das
doenças provocadas pelas águas estagnadas da ria ( ).
A inexistência de pedra na região obriga ao desmanche da muralha para
acudir à estabilização dos canais terminando no ano de 1855 com a
destruição das muralhas.
Para perceber a "dinâmica" existente na cidade, nesta altura é
importante transcrever o texto sobre a segunda metade do século XIX:
"...Era aberto o hospital.
A imprensa local dá noticia pormenorizada do aparecimento de novas
construções.
São edificadas novas fontes e reparadas as existentes.
É projectado o encanamento subterrâneo das águas da cidade .
É urbanizado o Rossio é aumentada a iluminação da cidade que, então ,
é arborizada pela primeira vez.
As ruas são calcetadas e surge o jardim Publico.
É reconstruída a ponte da Dobadoura e são construídos os cais na
cidade.
São criados mecanismos de vigilância e segurança do município. Surgem
diversas fábricas que vieram acentuar o crescimento da região.
Nascem as primeiras instituições de carácter económico e social
decisivas para o desenvolvimento da região.
Surge a primeira escola de ensino técnico e industrial, anos depois de ter
sido criado e erguido o edifício do liceu , são construídos os primeiros
teatros públicos." ( )