Está aqui

Materiais para o isolamento

Os materiais aplicados para o isolamento das habitações devem cumprir com
vários critérios de qualidade. Entre eles destacam-se a resistência às
intempéries e aos factores climatéricos, durabilidade, impermeabilidade à
água, permeabilidade ao vapor (quando aplicados no interior), resistência
ao fogo e aspecto visual. Segundo dados da EDP-Electricidade de Portugal,
cerca de 22% do consumo global de energia, têm origem nos edifícios, quer
nos destinados a habitação quer nos destinados aos serviços. Este valor
tem vindo a aumentar a uma média de 4% ao ano. No entanto, esta tendência
pode ser invertida pelo uso racional dos equipamentos de aquecimento e
arrefecimento e pelas técnicas e materiais de construção que potenciem a
redução do consumo de
energia. Ambos os factores podem, segundo o livro verde da Comissão Europeia
sobre a segurança do abastecimento, permitir uma redução de 25% na factura
energética dos edifícios. Ainda de acordo com a EDP, estima-se que cerca de
60% da energia usada para aquecimento durante os meses de Inverno se perca
através de zonas que podem ser isoladas, ou seja, paredes, tecto e soalho
(os denominados elementos opacos). No entanto, há vários materiais e
técnicas de isolamento que permitem alcançar uma maior eficiência
térmica. Um elemento fundamental consiste na escolha adequada do material de
isolamento, sendo que o mercado disponibiliza uma ampla variedade de
soluções. Entre os materiais mais comuns para aplicação em isolamento e
revestimento encontramos:
poliuretano
poliestireno
poliestireno extrudido
lâ de rocha
cortiça
entre outros...