Está aqui

Este empreendimento está dividido em dois núcleos, que separam as seis moradias, juntando-se em três moradias cada banda. Cada moradia é articulada pela escada que atravessa os 3 pisos, a cave onde está o estacionamento e amplo arrumo, o primeiro piso com a sala cozinha e quarto de apoio e por último o terceiro piso tem três quartos todos privativos tendo um deles suite (quarto, casa de banho, vestiário). Os materiais usadas são os “tradicionais” na zona ( a tradição quando não existe inventa-se ), a tijoleira de cor natural raiada e o reboco além de alumínio . O local do empreendimento é Angeja, uma freguesia de Albergaria, que tem grande proximidade com Aveiro. Existiu uma preocupação com a marcação métrica de cada casa, desde o “remate” com a cobertura, e as respectivas fachadas. Os materiais usadas são os “tradicionais” na zona ( a tradição quando não existe inventa-se ), a tijoleira de cor natural raiada e o reboco além de alumínio . O local do empreendimento é Angeja, uma freguesia de Albergaria, que tem grande proximidade com Aveiro. A cobertura é um misto de plana e com inclinação usando-se isolamentos em PVC e chapa sandwich, ambos de cor cinza, o trabalho volumétrico foi muito importante para tentar identificar cada moradia como elemento autónomo. A entrada para a garagem é realizada directamente para a moradia atravez da fachada principal.