Está aqui

A nascente da porta da Ribeira surge a porta do Côjo, ou porta do cais,
sugestivo nome do destino dado ao local.
Há aliás várias referências de que este local foi apelidado de
esteiro das Azenhas, no século XVI ( ) pelo que, podemos concluir que
além de servir de cais foi desde muito cedo local escolhido para a
localização de actividades económicas de alguma importância.
No troço de muralha recto, mais a sul, existiam além da Porta Da
Vila existem ainda a Porta do Campo , do Sol e a Porta de Vagos, de onde
seguia importante via em direcção a Ílhavo.
É próximo desta porta que se vai localizar o Convento de S.
Francisco, servido por uma ribeira que acompanhava a actual baixa de Sto.
António, até a um cais acostável de grande importância a que se deu o
nome de Alboi.
Este nome foi dado também ,a outra Porta e ao bairro a que esta dava
acesso, onde se fixou uma população de estrangeiros sobretudo Ingleses,
Holandeses, e Flamengos atraídos pelas grandes possibilidades de comércio
da cidade, devido ao grande afluxo de barcos.