Está aqui

Neste caso a proposta foi para uma espécie de edifício jangada com jardins
interiores , muito articulados quer horizontalmente quer verticalmente, para
tal recorreu-se a plataformas onde se repetiam sobretudo os espaços lúdicos
e de relacionamento com a ria.
Por motivos diversos também não foi possível prosseguir o projecto por
dificuldades em adquirir o terreno devido á grande quantidade de
proprietários.
Depois de mais algumas tentativas e experiencias inconsequentes , finalmente
os donos de obra assentaram os arraiais num terreno na Quinta do Picado ,
freguesia de aradas, frente à padaria da broca.

O dono de obra com uma paixão pelas artes em particular plásticas e a
Arquitectura e com uma pulsão criativa muito forte e instável , sempre a
procurar e questionar as opções e estratégias … alguém muito cerebral
portanto.
Iniciou-se os “trabalhos” com a procura do terreno e estudo base para
aferição das potencialidades do terreno.
Foram muitas as hipóteses e também muitas as viabilidades entregues nas
respectivas câmaras para apreciação das intenções e potencialidades dos
terrenos.