Está aqui

É estranho muito estranho e para mim inédito, ser “Juiz em causa própria”, projectar não para eu habitar, mas num terreno que me pertence traz algumas ansiedades que tanto conheço nos meus clientes, vou a ver e sou igual, incertezas, indecisões…mas pronto, chegou a bom porto. Pior drama é fazer casa própria. Diz a velha regra que um Arquitecto nunca deve fazer a sua casa, deve entregar a um colega , pois as ansiedades podem estragar tudo. Resultou num terreno com 30 metros de frente, duas casas térreas articulando-se o interior e o exterior com pátios “abertos” e “fechados” . Como a cota do terreno está sobre elevada em relação ao arruamento temos aqui a situação muito particular de o logradouro social estar para o arruamento , mas acautela a privacidade.