Está aqui

Na frente colocámos os espaços mais práticos nomeadamente a garagem e a cozinha , a garagem como relação realista da rua com o lote , a rua tem mais uma função de estrada de velocidade e menos de circulação do peão ao mesmo da bicicleta logo fica logo ali o carro num dialogo imediato e pragmático, na mesma lógica a cozinha foi arrastada para a pele interior exterior da fachada do edifício. Resultou que a cozinha ficou na frente da edificação, esta decisão tão “paradigmática” , que inicialmente me fez alguma confusão acabou por resultar , pois todo e espaço interior tem o comum de partir do conceito de espaço amplo , apenas “filtrado” por vãos interiores normalmente separados por portas de correr.

Neste caso temos uma solução de gaveto em terreno estreito e que gemina parcialmente com o terreno vizinho, em termos de programa este tem a sua peculiaridade, o espaço principal é multifunções e amplo, onde se pode fazer as refeições, trabalhar, brincar, e é também espaço de biblioteca, o espaço seguinte em ordem de grandeza e importância é a cozinha com espaço para refeições, seguindo-se os quartos, ficando em último lugar além dos serviços também a sala formal, isto é a sala dos “bibelôs”.

Embora inicialmente com ideias diferentes em relação à solução a adoptar, rapidamente foi possível chegar ao organigrama final da solução não existindo dúvidas tanto da parte dos projectistas como do dono de obra sobre o caminho a seguir. A nascente uma casa de dois pisos gemina com o terreno, branca com orlas de pedra com vidrinhos e cobertura de duas águas cortada por um terceiro que faz um terraço, desenho muito habitual e vulgar, desenho de curioso com toda a certeza…

O terreno um dos muitos de origem agrícola e que serviam de base para o sustento algumas décadas a traz. A dimensão é considerável 28 metros de frente com uma profundidade que ilimitada, apenas condicionada aos 30 metros de profundidade máxima exigida pelo Plano Director municipal de Ílhavo, contabilizado a partir do muro de vedação. O sul apresenta-se numa das esquinas do terreno, na envolvente predominam os armazéns no outro lado da rua, e o cultivo do terreno do lado do terreno.

A proposta insere-se num loteamento promovido pelo município de Aveiro, com áreas muito generosas de aproximadamente 1000 metros quadrados de terreno e 350 de área de construção. Da solução temos em cave um misto de espaços de serviços e lúdicos com amplo espaço de garagem para quatro carros, e amplo espaço que será destinado a convívio e com acesso ao piso térreo de forma muito rápida para a fruição do piso térreo.

O lote muito bem situado e estratégico ao ponto de poder possibilitar uma saída rápida da praia nos dias de maior afluência e de simultaneamente poder possibilitar aos seus donos a rápida chegada à praia marítima e fluvial é uma das suas grandes vantagens, e estamos apenas a falar da localização do lote. Em termos de concepção e projecto (concepção) creio que as potencialidades foram levadas ao seu extremo.

O desenho de mobiliário tem acontecido de forma mais ou menos esporádica ao longo da realização dos projectos, desde a encomenda do desenho de mobiliário completo para moradias de carácter único e exclusivo, por vezes “depravado” pela concorrência pouco leal das ditas lojas de “decoração” de forma pouco leal e muitas vezes perversa ao ponto de usar o nome de profissionais para vender… Mas lá se tem conseguido algum êxito sobretudo tendo em conta que a intenção é complementar os espaços com equipamentos e mobiliário interior e exterior condigno aos espaços.

Neste caso os moveis têm sobretudo madeira de pau santo de alto brilho e madeira de maple , todos com alto brilho, além de sucupira e maple Todos os elementos são marcadamente com características de horizontalidade ou verticalidade . Desenhou-se a mesa de refeições, as cadeiras, os aparadores , estantes , etc, etc. Neste caso os moveis têm sobretudo madeira de pau santo de alto brilho e madeira de maple , todos com alto brilho, além de sucupira e maple Desenhou-se a mesa de refeições, as cadeiras, os aparadores , estantes , etc, etc.

Num local privilegiado pois tem por vizinho um vale que acompanha um dos esteiros da ria, com uma vista privilegiada, por isso e também por motivos afectivos optou-se por reconverter e requalificar a habitação em vez de partir para outra... No primeiro piso colocou-se um quarto com casa de banho e requalificou-se a sala e o piso de cima onde se situam os quartos ) No último piso de característica lúdicas onde se localizou um salão bar e escritório e amplos solários em dialogo com a paisagem. Mantendo as qualidades da solução inicial , o resultado foi algo contemporâneo.

Estes meus amigos que apenas conheci aquando da encomenda do projecto referenciados curiosamente por diversos profissionais da área, nomeadamente o pai de um deles profissional da área e especialista em acabamentos particularmente em gesso cartonado e sistemas equivalentes. O terreno de frente considerável e profundidade ainda superior pois termina em pinhal a algumas centenas de metros do muro de vedação, tem por vizinhos dois terrenos com existências com algumas dezenas de anos. A partir destas estudou-se a implantação da habitação, e teve-se em conta que o limite da área urbana na Câmara Municipal de Ílhavo é de apenas 30 metros, simultaneamente consultou-se os técnicos da Câmara com vista a sondar a melhor opção de implantação possível.

Páginas