Está aqui

Esta associação uma das poucas que sobrevive ao associativismo em Portugal, curiosamente esta região é muito propicia ao aparecimento deste tipo de associações talvez por ai existirem muitos apoios sobretudo das industrias químicas da região que são muitas e que para “possivelmente” compensar o malefício dos gases e prejuízo nas terras decidiram apoiar as associações locais. É de encorajar e elogiar o que resta deste tipo de associações, tendo em conta a realidade social actual.

No piso térreo temos uma ampla sala que marca a preocupação com o social e a fruição de lazer na habitação com jardim interior a sul e ligação em cada uma das faces a escada de acesso ao piso superior e a quarto privativo além de da cozinha ampla e com vistas e acessos a norte e sul e iluminação zenital . É de facto muito agradável o piso térreo e articulação com a cave. No fundo dá uma nova dimensão e imagem da imagem da cave , deixando de ser um espaço “sobrante” para ser de eleição com pequenos truques construtivos. No piso térreo todos os quartos têm casa de banho privativo com especial cuidado na casa de banho e vestiário do quarto principal, que apresenta aqui um desenho único e de excepção.

O lote muito bem situado e estratégico ao ponto de poder possibilitar uma saída rápida da praia nos dias de maior afluência e de simultaneamente poder possibilitar aos seus donos a rápida chegada à praia marítima e fluvial é uma das suas grandes vantagens, e estamos apenas a falar da localização do lote. Em termos de concepção e projecto (concepção) creio que as potencialidades foram levadas ao seu extremo. No piso térreo todos os quartos têm casa de banho privativo com especial cuidado na casa de banho e vestiário do quarto principal, que apresenta aqui um desenho único e de excepção. O sótão com áreas amplas e desenho muito peculiar aproveita as vistas de excepção da envolvente e desenho muito peculiar.

O terreno de 50 hectares tem um local privilegiado para implantar a casa o topo de um planalto de onde temos vistas muito interessantes da envolvente. Apesar disso a escolha do local certo não é fácil pois temos uma diferença de cotas de 15 metros. A opção principal é a de ter um piso único ou de construir em dois pisos. A solução é um “u” aberto sobre a paisagem e aproveitando o percurso solar , o hall é no eixo da volumetria e com a sala no eixo da construção seguida de dois módulos um dos quartos e escritório e outro da cozinha lavandaria e garagem.

Na frente colocámos os espaços mais práticos nomeadamente a garagem e a cozinha , a garagem como relação realista da rua com o lote , a rua tem mais uma função de estrada de velocidade e menos de circulação do peão ao mesmo da bicicleta logo fica logo ali o carro num dialogo imediato e pragmático, na mesma lógica a cozinha foi arrastada para a pele interior exterior da fachada do edifício , para essa decisão respondeu também muito a hierarquia de valores e importância dada pelos donos de obra a cada uma das funções do programa. Resultou que a cozinha ficou na frente da edificação, esta decisão tão “paradigmática” , que inicialmente me fez alguma confusão acabou por resultar .

Páginas