Está aqui

Aqui o desafio foi…nós queremos uma casa única distinta das que existem e das que já fizeste…este desafio é cada vez mais recorrente e isso agrada-me… Nunca perdendo o lado funcional, trabalhou-se sempre os interiores e exterior em simultâneo muito na linha de trabalho do contemporâneo tipo escola do Porto.

Sede de Associação Cultural e Desportiva de Fermelâ – ACADOF Mais do que um projecto de Arquitectura foi um desafio assumido juntamente com a direcção da associação. A associação encontra-se numa terra algo envelhecida e onde se constata a fuga dos mais novos para o centro da Cidade de Estarreja ou até para Aveiro, por outro lado o associativismo já teve melhores dias ... Assim sendo e porque o entendimento e forma de pensar e abordar a questão era partilhada tanto pelos projectistas como pela Direcção partiu-se para uma proposta cujo principio era criar uma nova centralidade na Freguesia com a criação de um Ginásio com piscina de hidromassagem e um bar/restaurante e salas de apoio tudo a confluir num pátio aberto para o arruamento, como que a convidar para entrado no espaço.

Sede de Associação Cultural e Desportiva de Fermelâ – ACADOF Mais do que um projecto de Arquitectura foi um desafio assumido juntamente com a direcção da associação. A associação encontra-se numa terra algo envelhecida e onde se constata a fuga dos mais novos para o centro da Cidade de Estarreja ou até para Aveiro, por outro lado o associativismo já teve melhores dias ... Assim sendo e porque o entendimento e forma de pensar e abordar a questão era partilhada tanto pelos projectistas como pela Direcção partiu-se para uma proposta cujo principio era criar uma nova centralidade na Freguesia com a criação de um Ginásio com piscina de hidromassagem e um bar/restaurante e salas de apoio tudo a confluir num pátio aberto para o arruamento, como que a convidar para entrado no espaço.

Este empreendimento está dividido em dois núcleos, que separam as seis moradias, juntando-se em três moradias cada banda. Cada moradia é articulada pela escada que atravessa os 3 pisos, a cave onde está o estacionamento e amplo arrumo, o primeiro piso com a sala cozinha e quarto de apoio e por último o terceiro piso tem três quartos todos privativos tendo um deles suite (quarto, casa de banho, vestiário). Os materiais usadas são os “tradicionais” na zona ( a tradição quando não existe inventa-se ), a tijoleira de cor natural raiada e o reboco além de alumínio . O local do empreendimento é Angeja, uma freguesia de Albergaria, que tem grande proximidade com Aveiro.

Este empreendimento está dividido em dois núcleos, que separam as seis moradias, juntando-se em três moradias cada banda. Cada moradia é articulada pela escada que atravessa os 3 pisos, a cave onde está o estacionamento e amplo arrumo, o primeiro piso com a sala cozinha e quarto de apoio e por último o terceiro piso tem três quartos todos privativos tendo um deles suite (quarto, casa de banho, vestiário).

O terreno amplo e que é difícil de adquirir nos tempos que correm sobretudo tão próximo do centro da cidade, das diversas analises ao terreno chegou-se á conclusão que a melhor solução era uma casa térrea estendida ao longo do terreno.

Curiosamente neste momento tem-se em mãos mais de 10 casos de habitações em piso térreo , total ou parcial, aquilo a que se chama casas de “rés-do-chão”, são muitas curiosamente, em Aradas, em S. Bernardo, em Sta Joana, Gloria, Vera Cruz, Cacia, Eirol, etc tudo no município de Aveiro, no entanto também temos a mesma tipologia em Ílhavo, Oliveira do Bairro, Águeda, Estarreja, Murtosa, Mealhada, Anadia, Etc…

As presentes fotos foram tiradas durante uma das visitas de fiscalização à obra realizada juntamente com o autor das especialidades, fiscal de obra, diretor e obviamente o arquiteto. Tratam-se das fundações e ensoleiramento de parte da casa situadas na Carvalheira, Montemor-o-Velho. Curiosamente iniciaram a betonagem pouco tempo após a nossa saída da obra. Vai ser usado também fachadas ventiladas com revestimento cerâmico. As paredes exteriores são rebocadas e pintadas de branco.

As presentes fotos foram tiradas durante uma das visitas de fiscalização à obra realizada juntamente com o autor das especialidades, fiscal de obra, diretor e obviamente o arquiteto. Tratam-se das fundações e ensoleiramento de parte da casa situadas na Carvalheira, Montemor-o-Velho. Curiosamente iniciaram a betonagem pouco tempo após a nossa saída da obra.

A habitação encontra-se concluida e habitada, por coincidência ou não apesar de ser habitaçao própria continuo-se a parceria de trabalho como o proprietário e enveredar pelo sector da construção, estando a optar por soluções inovadoras para o nosso mercado.

Páginas